Saudações!

          Demorei um pouco para fazer a resenha, mas aqui está ela. Foi um pouco (muito!) difícil dizer em palavras o que a leitura me trouxe, mas eu tentei. Parabéns à Deyse por ter escrito um romance maravilhoso!

Autora: Deyse R.Nicoli
Editora Novo Século
400 páginas
Nota 10
Skoob

Sinopse: Está é a história de uma mulher como muitas outras. Marcada por suas tragédias pessoais, cansada, sem expectativas ou sonhos, Débora deixa sua família e parte em busca de uma nova vida. Sua fuga a levará a um lugar distante de tudo o que ela conhecia. Uma grande fazenda, localizada na pequena cidade de Vila Paraíso. O lugar a surpreende de diversas maneiras. A paisagem é de tirar o fôlego, o novo trabalho é tudo o que ela precisava, e as pessoas, a extensão de sua própria família. Tudo parecia perfeito, mas Marcos, um dos donos da fazenda, vai macular a perfeição desse Paraíso. Ele fará de tudo para afastar Débora de sua fazenda, transformando a tranquilidade de sua nova vida numa sucessão de acontecimentos surpreendentes e angustiantes. Os dois irão travar uma batalha visando proteger suas feridas e esconder as cicatrizes que carregam dentro de si. Porém, um poderoso sentimento surgirá entre eles, fazendo-os abandonar seus princípios e questionar sua própria sanidade. Poderá esse sentimento apagar todas as cicatrizes que eles carregam?

Que eu sou fã de romances, todo mundo sabe. Mas não é qualquer romance. Gosto daqueles que tragam o leitor, puxam de tal forma que sentimos a paixão dos personagens na nossa pele. Se me permite dizer, isso raramente acontece quando eu leio um livro narrado em primeira pessoa e por uma protagonista mulher… E não é que Deyse, em seu livro Paraíso, conseguiu essa façanha? Só isso já diz muita coisa.
          Romance entre duas pessoas que sofreram muito em relacionamentos anteriores geralmente é complicado. Ou não acontece. Esse é o dilema que encontramos em Paraíso, primeiro romance publicado pela Deyse R.Nicole. Débora, a nossa protagonista, veio de um relacionamento sofrido com alguém que a agredia e a fez chorar muito. Aceitar um emprego numa cidade minuscula e isolada foi a sua forma de fugir e deixar o passado para trás. E Vila Paraíso parecia mesmo ser um céu na terra, exceto por uma coisa – ou melhor, uma pessoa: Marcos. O “patrão” de Débora. E o atrito entre os dois já começa no primeiro encontro, quando Débora esbarra em Marcos sem querer e cai em cima dele. Isso não pareceria tão ruim se Marcos não fosse um diabo mal-humorado e grosso. E todos dizem que Débora deve ter paciência e não levar para o lado pessoal. Mas o que levou um homem tão bonito, que faz as pernas de Débora literalmente tremerem, ser tão fechado para as outras pessoas?
          Apesar de ser narrado em primeira pessoa, tipo de leitura que, em romances, não me agrada muito, a leitura fluiu com muita naturalidade e rapidez. A autora escreve como poucas e conquista o leitor pelo bom humor e maturidade de sua protagonista. De fato, esse é um romance mais maduro, com um toque sensual na dose certa, sem exageros. Ver como a relação entre Marcos e Débora vai indo e voltando, numa reviravolta constante, é quase agradável e – pasmem! – mesmo quando achamos alguma atitude idiota, não nos irritamos com os personagens. Talvez esse seja o ponto forte do livro da Deyse, a empatia. Tal como Débora, Marcos tem a sua bagagem triste e pesada nas costas, e não está tão disposto assim a entregar-se à um novo amor. Mas, bem aos poucos essa muralha de grosseria que ele pôs ao redor de si mesmo vai caindo, mostrando que ela nada mais é que apenas uma carapaça protetora. Se Débora conseguirá derrubar seus próprios medos e conquistar a fera? Bem, isso vocês só podem saber lendo.
           As personagens coadjuvantes são cativantes em sua própria maneira. E haja personagens! A família de Marcos é enorme e muito simpática, apesar de, de vez em quando, parecerem personagens simplesmente irreais. Muito boas, muito perfeitas, entendem? Não acho que esse tenha sido um ponto particularmente negativo, já que gosto de romances do gênero, mas pode ser que irrite alguns leitores. De alguma forma, essa quantidade de personagens contribuiu para que o romance não se tornasse monótono ou uma via de mão única. A partir da visão de Débora, assistimos novos casais conquistando também o seu felizes para sempre. Isso torna a leitura muito agradável, tirando o clima pesado que algumas vezes ameaçava se instaurar no livro por causa do romance complicado do casal protagonista.
          Talvez eu já tenha falado demais, mas deixe-me dizer só mais um pouquinho – prometo ser rápida! Adorei de verdade a narrativa, a história, os personagens… Deyse tem bastante talento e eu fiquei encantada com o seu felizes para sempre. E quem resiste à um romance assim? Não me envergonho de ter chorado um pouquinho em alguns trechos, ou ter rido com alguns diálogos. O romance está aprovado e recomendadíssimo para todas aquelas que, como eu, adoram romances que te fazem, além de tudo, sentir. 

11 comentários em “Resenha | Paraíso (Deyse R.Nicoli)

  1. Olha! Mais um livro que eu não conhecia! Adoro ter novas indicações.
    Esse romance parece ser exatamente o tipo de livro que vai me encantar. Ao contrário de você, narrativas em primeira pessoa, principalmente nesses casos, me ganha rapidinho. <3
    Gostei bastante. <3

    Um beijo,
    Luara – Estante Vertical

    Curtir

  2. Oláaa, Luara *-* Que prazer em te ter aqui!
    Você vai amar esse romance, com certeza! hahaha E eu sou meio enjoadinha com romances em primeira pessoa sim. Então, se gostei desse, é porque ele é muito bom msmo hahahahhaaha

    Beijo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s