Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Nota: 5 (de 5)

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Sobre a série

Este livro faz parte da série intitulada Os Bridgertons, escrito pela Julia Quinn. A série será composta por 8 livros. Sendo que cada livro contará a história de um irmão Bridgertons, que são 8. Até o momento, os três primeiros livros da série foram lançados pela Editora Arqueiro.
Resenha
É o primeiro livro que leio da Julia Quinn e a experiência foi ótima. E no meu humilde ponto de vista ela soube explorar bastante o gênero – romance de época –  sem deixar a história cair no clichê e ficar chata.

          Começando lááááá do começo, a mãe do protagonista, do Simon, teve enormes dificuldades para conseguir gerar o filho até o fim da gravidez. Antes do nascimento do Simon, ele perdeu alguns bebês. E o maior desejo do pai de Simon, era um filho, para que fosse o herdeiro do ducado de Hastings. Até que depois de uma gravidez de risco e de muito repouso, a esposa do duque deu a luz a Simon, ela não resistiu e morreu após o parto. E assim Simon ficou órfão de mãe e posteriormente descobriremos que de pai também – não no sentido literal da coisa.

         Desde pequeno Simon é cuidado pelos empregados casa, e seu pai ao voltar para Londres se depara com um garotinho de quatro anos que ainda não fala. E assim, acha que o garoto tem algum problema e começa a desprezá-lo. Diante disso, Simon se esforça ao máximo para falar. E depois de algum tempo, quanto ele já está com onze anos vê o pai novamente, diante do nervosismo ele gagueja o que faz com seu pai continue o ignorando. E ele continua sendo criando pelos empregados.

       Simon viaja pelo mundo, conhece diversos países, faz faculdade e depois volta para Londres. E se depara com várias mães querendo casar suas filhas, e ele, obviamente, é um ótimo partido e rico e bonito.

         Logo quando ele volta para Londres ele vai à um baile e assim conhece Daphne, a irmã de seu amigo Anthony, que conheceu na faculdade. Ele a encontra em apuros com um pretendente bêbado que se encontra declarando seu amor por ela.

         Ele a ajuda a se livrar do bêbado, e ali ele vê uma chance de ela ter bons pretendes e ele se livrar das garras das mães que a todo momento querem apresentar suas filhas solteiras para ele. E a propõe um acordo, em que ambos devem fingir estar interessados um no outro.

     A mãe de Daphne, a Viscondessa Violet Bridgerton, fica radiante em saber que o Duque está interessando em sua filha. Quem não curte muito isso é o irmão mais velho de Daphne e amigo de Simon, Anthony. Apesar de depois eles contarem para Anthony que é tudo uma farsa, ele não consegue acreditar totalmente.

           Até que o inevitável acontece: Daphne se apaixona por Simon. Mas ele continua com o pensamento de não se casar. E quem lê o livro descobre o porque desse propósito dele de nunca se casar… 
         Em um baile Anthony flagra os dois em uma situação bastante constrangedora, e o certo seria se casaram, né? Mas Simon não cede e continua com o mesmo pensamento, mesmo após ter sido jurado de morte pelo irmão de Daphne. E ai que a curiosidade vai aumentando… E se eu escrever mais só irá sair spoilers.

          Dei tanta risada com esse livro. A mãe de Daphne é uma graça. E os irmãos apesar de se mostrarem todos ‘machões’ andam na linha com a mãe. O mais engraçado, é que o irmãos tem nomes em ordem alfabética e decrescente. São eles: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth.

       E ao início de cada capítulo temos alguma nota (diga-se de passagem: fofoca) escrita por uma fofoqueira anônima que se identifica com Lady Whistledown e ninguém sabe quem ela é. Ela adora dá notícias da família Bridgerton. E está sempre por dentro de tudo que está acontecendo na cidade.

           Quantos estamos chegando no fim do livro nos deparamos com várias reviravoltas, mas o fim é lindo. Amei amei! ❤

         Já estou doida para ler o próximo livro que contará a história de Anthony, que é intitulado O Visconde que me amava.

Quem está acompanhado a série?
Até a próxima. 😉

11 comentários em “Resenha | O Duque e Eu (Julia Quinn) #1

  1. Adorei a resenha :3
    Eu nunca tinha ouvido falar da série… Fiquei bastante curiosa com a história, hehe 😛
    (e essas notas da fofoqueira, uahahaha, adoro livros que tem esses “aperitivos” para o leitor)
    Kissus

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s