Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
Nota: 5 (de 5)

Sinopse: Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.


Resenha
Olá leitores! Desde que esse livro foi lançado fiquei doida para ler. Apesar de não simpatizar muito com gatos, senti que ia gostar do Bob. E gostei.
Essa é uma história real e retrata a amizade entre James e seu gato, Bob. Ao ver a forma que o James conhece o Bob, me lembrou muito a quantidade de cães e gatos que vemos nas ruas, às vezes passamos e brincamos um pouquinho, damos um ‘petisco’ ou apenas os ignoramos ~ meu coração dói 😦 ~. Mas, no momento que ele encontra o gatinho no prédio em que mora, ele já simpatiza com ele. O Bob estava machucado, ao que o James descreve, e parecia ter sido por causa de alguma briga.
James é um dependente químico em reabilitação. Ele é um artista de rua, que já morou na rua também. O livro é bem spoiler, não chega a ter uma parte que você diz “ah, meu Deus, o que vai acontecer?”, mas nem por isso ele perdeu ponto comigo. 
E a última coisa que James precisava era de um animal de estimação, uma responsabilidade. Mas ele não resiste, e acaba levando o inteligente Bob para morar com ele. De início ele pensou em só cuidar do Bob até sarar os ferimentos e deixar ele voltar para a casa dele. Mas o passado do Bob é um grande mistério. E ao deixá-lo livre para ir embora para onde quisesse, o Bob simplesmente não vai. Ele quer ficar. E assim começa uma grande (e linda!) amizade entre James e seu gato.
O livro retrata também como a vida pode sair do eixo, e por mais que você queira colocar tudo de volta no seu devido lugar, não é tão fácil assim. Quanto mais quando se trata de um vício, drogas, todo o tratamento para se livrar desse vício, requer muita força de vontade e incentivo. E o Bob o incentiva a se livrar desse vício. 
Isso é tudo o que tenho a dizer. rs É um livro que a leitura flui muito facilmente e quando você vê já acabou. E você consegue levar para a vida, um pouco dessa amizade entre os dois.

A Milla postou uma resenha do livro Bob, um gato fora do normal escrito pelo James Bowen também. 

Quem já leu?
Beijos

8 comentários em “Resenha | Um gato de rua chamado Bob (James Bowen)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s