Salve Galera! É um prazer estar novamente aqui com vocês. Preparados?
Paperboy Autor: Pete Dexter
Páginas: 333
Editora: Novo Conceito

Sinopse Skoob: Hillary Van Wetter foi preso pelo homicídio de um xerife sem escrúpulos e está, agora, aguardando no corredor da morte. Enquanto espera pela sentença final, Van Wetter recebe cartas da atraente Charlotte Bless, que está determinada a libertá-lo para que eles possam se casar. Bless tentará provar a inocência de Wetter conquistando o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami: o ambicioso Yardley Acheman e o ingênuo e obsessivo Ward James.As provas contra Wetter são inconsistentes e os escritores estão confiantes de que, se conseguirem expor Wetter como vítima de uma justiça caipira e racista, sua história será aclamada no mundo jornalístico. No entanto, histórias mal contadas e fatos falsificados levarão Jack James, o irmão mais novo de Ward, a fazer uma investigação por conta própria. Uma investigação que dará conta de um mundo que se sustenta sobre mentiras e segredos torpes.Best-seller do The New York Times, Paperboy é um romance gótico sobre a vida aparentemente sossegada das cidades do interior. Um thriller tenso até a última linha, que fala de corrupção e violência, mas que, ao mesmo tempo, promove uma lição de ética.


 Opinião:    Uma ideia louca e maravilhosa.
              Pete Dexter, da maneira mais covarde e sensacional, nos convida a introverter-se em sua narrativa, quando aludia a integridade do homem. A história é contada por Jack James – até então, motorista de caminhão do jornal Moat County Tribune que pertence ao seu pai – e desvenda os mistérios do assassinato do xerife Thurmond Call, homem cujas ações sem escrúpulos jamais foram contestadas naquela cidadezinha racista e suscetível. Hillary Van Wetter, foi o homem acusado e preso pelo homicídio.

              Junto com seu irmão Ward e do fátuo Yardley Acheman – jornalistas aclamados -, Jack, vê-se entrelaçado numa teia de mentiras, o que, para o delírio do leitor, incita ainda mais sua curiosidade, fazendo aquela pequena cidade linear do interior revelar seu lado lúgubre e torpe.
           Fui completamente sequestrada por Dexter em seu romance e, sem piedade alguma, banida e privada do seu néctar de emoções viciosas.  Não queria aludir o fato de que, eufórica e enlouquecida, iniciei uma busca – frustrada – pelo filme mesmo sabendo que a cinematografia denigre a perfeição do livro e dos personagens.
             Jamais vi personagens tão vivos. Personagens com personalidade, daqueles que um adjetivo apenas é insuficiente para descrevê-los. Fastuosos, ingênuos, críticos, ambiciosos, aproveitadores, invejosos, ilícitos…

         A leitura é concisa, fácil e consequentemente dinâmica. Apesar de se passar em outra década, engana-se quem acha que encontrará as mais estranhas gírias da época. O livro possui linguagem corriqueira e fonte perfeita.
          Contudo, apesar de todas as maravilhas que me cegaram, ainda assim ofereceria um novo final a Paperboy, o final que – para mim – tornaria tudo perfeito e não me faria chorar de raiva.
 Para Paperboy, nota 09.
Beijos, Milla Almeida.

8 comentários em “Resenha | Paperboy (Peter Dexter)

  1. Oieee!! Boa noite, eu tenho um blog e gostaria mto que vc me seguisse.Estou seguindo o seu!!!AMEI SEU BLOG e a postagem,parabéns!!
    meu blog é http://hopefullyy.blogspot.com.br/
    Aaaa e aproveito para comunicar que o livro ELAS SÃO GÊMEAS já está a venda na editora Baraúna,na Saraiva ,LIVRARIA DA TRAVESSA ,com uma promoção especial no site da editora.Aproveite!!!
    O link do livro no skoob tb caso tenha :
    http://www.skoob.com.br/livro/312875

    Obrigada pela atenção .bjs

    Curtir

  2. Nunca tinha ouvido falar! Mas adorei a temática e suas impressões me levam a concluir que é uma leitura rápida e mesmo assim profunda! Gostei! E se fez chorar de raiva então… hahahaha fiquei curiosa.

    Curtir

Deixe uma resposta para Ana M. Vasconcelos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s