Saudações!
                Que tal começarmos a semana com o Li até a pág.100 ? O livro que estou lendo no momento é Lugar Nenhum, do Neil Gaiman.

Primeira frase da página 100:
 “- Armas!”
Do que se trata o livro?
Lugar Nenhum conta a história de Richard, que mora em Londres, tem um ótimo emprego e está prestes a casar com a mulher “perfeita” (chata *cof cof*). Os problemas começam quando, num dia que ele sai para jantar com sua noiva, ele encontra uma pessoa caida no chão, ferida… Ele decide ajudar, indo contra a decisão da noiva, que queria que ele deixasse a pessoa ferida lá para morrer com sua própria sorte (que tipo de ser humano faria isso?!). Richard decide, então, levar a jovem garota ferida para casa, o que traz como consequencias diversas coisas: sua noiva termina com ele; dois homens estranhos e maus batem na sua porta procurando pela garota; e ele descobre que, debaixo de sua Londres, há uma Londres muito mais sinistra e estranha, como se fosse um mundo totalmente novo. Como se isso não bastasse, ainda há um bônus: ele não pode mais ser visto por ninguém da “Londres-de-cima”! Agora, ele tem que ajudar a garota que ele achara ferida – Door – a fugir dos homens que a perseguem, querendo matá-la.
O que está achando até agora?
 Nada é como parece, desde o inicio do livro. Na verdade, confesso que estou totalmente perdida, ainda, mesmo já estando na página 100. O autor, por outro lado, não parece estar interessado em tirar dos leitores essa confusão, fazendo com que a leitura se mostre instigante, enquanto tentamos ir pegando aqui e ali mais detalhes desse novo mundo criado por Neil (a Londres-de-baixo). Até agora, estou gostando do livro… espero que o mesmo se mantenha no mesmo ritmo, e que o autor não deixe muitas pontas soltas.
O que está achando da protagonista?
Richard é… um cara normal(?). Certo, nem tanto. O rapaz é tão tolo, idiota e retardado, em alguns momentos, que até penso que ele não é tão comum quanto pode parecer, logo no inicio do livro. Eu até mesmo consegui rir de algumas cenas dele, apesar de tudo ser bem trágico, haha. Ele não queria envolver-se em grandes aventuras, porém, quando deu por si, já estava atolado até o pescoço em todo aquele problema envolvendo a Door. (Se você acha que Door é apelido, está enganado… a menina realmente se chama “Porta”).
Vai continuar lendo?
 Sim, e esperando que o livro não me decepcione, rs.
Última frase da página: (A última frase da página era realmente imensa… quase um paragrafo inteiro… por isso, coloco aqui só o último trecho da frase). 
 “[…]; algo que se parecia muito com um chuveiro portátil.”  

13 comentários em “Li até a pág.100 | Lugar Nenhum (Neil Gaiman)

  1. A escrita do Neil é bem assim mesmo…Ele não se importa em esclarecer muito bem as coisas….Li um livro dele há anos atrás e adorei, mas ele não se preocupa diretamente com o leitor, com explicações e etc.

    Curtir

  2. “Que queria que ele deixasse a pessoa ferida lá para morrer com sua própria sorte.”
    Como você falou que tenso isso!
    Ri com você dizendo que ainda está perdida e o autor não parece querer tirar dessa confusão, o livro parece bom!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s