Doce InvasãoAutora: Sandra Marton
Ed. Harlequin
183 páginas
Sinopse:
Nos braços de um estranho indomado…
Firme e determinado, Jesse Blackwolf era um verdadeiro sucesso. Mas não estava disposto a enfrentar a mulher que flagrara invadindo suas terras! Quando Sienna Cummings acorda sobre um tórax musculoso, fica chocada e confusa! Onde estará?
Quem será esse homem que a segura tão possessivamente com olhos brilhantes de paixão? Toda a confusão faz seu coração bater mais rápido… Pois Sienna suspeita que dentro do selvagem indomado se esconde algo que talvez apenas ela possa libertar…

Resenha:
Comecei a ler Doce Invasão, da conhecida Sandra Marton, depois de ver uma indicação do livro num blog que prezo muito, quando se refere à resenhas de romances de banca (blog Romances in Pink). É engraçado porque, ao mesmo tempo que visualizei no livro um alto poder de realmente ser interessante, vi muitas críticas negativas no skoob… Pois bem, indo contra à massa, li… E adorei!
                Sienna é uma arqueóloga do século 21, que já está na fase final para retirar seu doutorado. Mulher independente, que cuida de si mesma e da sua forma, claro que ela defende vivazmente a igualdade entre sexos… Imagine, então, que uma pessoa de ideologia feminista como a dela, numa visita à um campus de exploração há muito fechado, sofre um estranho acidente… E vai parar na década de 70!! Para piorar, “acorda” nessa nova época e – adivinhem com quem ela se encontra? – com o cara dono de umas terras, que estava achando que ela era uma ladra de artefatos ou afins… Como se não bastasse acusá-la assim, o cara ainda era extremamente machista… E lindo.
                É, eu sei, nem sempre essas estórias com viagens no tempo agradam a massa leitora… Porém, devam concordar que o enredo, logo de cara, promete algumas risadas! Uma mulher com ideias feministas convivendo com um machista… Hm… Haha. Porém, a situação, apesar de hilária, é mais estranha e desesperadora do que aparenta: Sienna está uns 40 anos atrás de sua época, sem documentos e nem ideia de como voltar a seu tempo. Sem contar, claro, com o fato de que em 1970 ela nem nascida era ainda! E, como explicar para aquele tal de Jesse que ela não era ladra nem invasora coisa nenhuma? Como dizer à ele que ela não fazia a mínima ideia do que estava fazendo ali?
                A estória não se desenrola em muitos mais que dias, porém, ao contrário do que parece, não pareceu que o livro ficou corrido. A relação dos personagens, além disso, é ótima! Eles se odeiam e se amam, eu diria. Não querem entregar os pontos, e isso acaba criando cenas inusitadas durante o livro. Imaginem, eu ri demais na cena que um amigo de Jesse estava falando sobre Steve Jobs – que na época não passava de um jovem se empreitando em ousadas façanhas na informática -, e afirmando que o moleque não tinha futuro algum. A reação de Sienna ao ouvir isso foi, no mínimo, muito marcante. Hahahaha. E, ao contrário do que todas as girls ai possam estar imaginando, Jesse é um homem muito fofo – apesar de machista! *-*
                Ao final, apesar das vezes que a narrativa se tornou cansativa com tantos parágrafos sem dizer coisa alguma (!), eu gostei do livro. Nem tanto pela escrita da autora, mas pelo enredo e pelos personagens – que eu achei bem cativantes. Já li romances de banca com viagens no tempo, mas nenhuma me pareceu tão bom e leve quanto esse! Recomendo para quem gosta do gênero literário.
Nota: 9.5 (Nota altinha, hein? Hahaha)
Ass.: Arine-san

6 comentários em “[Resenha] Doce Invasão (Sandra Marton)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s